sábado, 7 de abril de 2012

Rescaldo - Passeio de BTT de 06/04/2012 - O regresso do... Caracol???


Desta vez como havia fim-de-semana alargado optámos por realizar o nosso passeio semanal na 6ª feira. O ponto de encontro voltou a ser na rotunda do Ovelheiro na Quinta do Anjo, e desta vez contámos com o aguardado regresso do Fernando, que este ano bateu todos os recordes e esteve hibernado 6 meses! (ele já não andava na serra desde 09/10/2011).

Ele tinha-me pedido para pensar num percurso sem subidas nem descidas muito íngremes e garantiu-me que iria sempre devagar, para evitar as famosas câimbras que ele habitualmente tem após os meses de hibernação.  

E se eu cumpri a minha promessa, ele exagerou no cumprimento da dele, porque foi sempre tão devagar que deixou de ser o "Armstrong" e passou a ser o "Caracol" eheheh.

Como já referi anteriormente o percurso foi muito pouco exigente fisicamente (altimetria de 536 m) e no inicio com mais asfalto do que o habitual porque optámos por seguir sempre pela N379 até às Vendas de Azeitão. 

Subimos então até à N10 para depois seguirmos até à Quinta da Califórnia, pelas traseiras da garagem dos Autocarros.

Descemos pelo single-track (aqui não me lembrei de limpar a lente da câmara dos pingos de agua e o filme nesta fase ficou com um efeito"neblina") e seguimos até à Quinta do Alto da Madalena. 


Quando acabámos de subir até ao Alto da Madalena começou a cair granizo e tivemos de nos refugiar debaixo do tecto de uma das obras embargadas. Enquanto lá estivemos para alem do granizo começou a também a chover bastante e tivemos muita sorte em estar tão bem abrigados. O grande responsável por estarmos ali aquela hora foi o Afonso, que já devia saber que ia chover naquela altura e convenientemente se deixou dormir só para pudermos estar ali aquela hora, ehehe.

Depois de parar de chover seguimos até ao Casal de São Rafael e dali seguimos até ao Moinho da Torre:


Este era um trilho que estava na minha agenda à já alguns anos e que ainda não conhecíamos, mas que agora vai passar a fazer dos nossos percursos sempre que passarmos por ali, porque apesar de simples, é um trilho muito bonito rodeado por pequenos pinheiros e que nos agradou muito.

Dali seguimos até ao Pocinho da Torre, onde mais uma vez ficámos agarrados às silvas, e chegámos à Rua do Fisco, onde fizemos uma pausa extra para decidirmos para onde iríamos a seguir, visto que o relógio não pára, e já se estava a fazer muito tarde para o percurso que eu tinha planeado.

A decisão foi que dali iríamos direitos ao Moinho do Cuco e depois iríamos para o "Sobe-e-desce" da Serra de São Francisco em sentido contrário ao que habitualmente fazemos. 

  E é tão raro fazermos este caminho em sentido contrário que foi a primeira vez que o Rodrigo e o Afonso desceram o "Cai-de-Costas"!

Dali seguimos até ao Cabeço das Torres e descemos pelo fantástico "Trilho do Tronco" até Cabanas.

 
 

A partir daqui o "Caracol" mostrou que não estava assim tão mal como ele queria fazer parecer e começou finalmente a reagir às pequenas provocações que lhe íamos fazendo e por isso conseguimos aumentar um pouco o ritmo (foi assim o caminho todo, mas ele na serra retraiu-se sempre, porque o que ele não queria mesmo era estar no meio da serra e ser obrigado a voltar a pé para casa). E ainda bem que acelerámos um pouco, porque pelo menos, o Rodrigo, o Lino e eu safámos-nos de uma valente molha que caiu passados poucos minutos. O mesmo é dizer que o Afonso e o Fernando não tiveram a mesma sorte e devem ter chegado ao Pinhal Novo a pingar por todos os lados... 

E por hoje é tudo! Deixo-vos com mais um vídeo aqui da malta:


Rijos de serviço: Afonso, Carlos, Fernando, Lino e Rodrigo

Distância percorrida: 47,40 km em 02:47:44
Altura máxima: 236 m
Altura mínima: 19 m
Acumulado de subidas: 536 m (GPSies)

Media de Pulsações: 127 p/min
Pulsação Máxima: 176 p/min (0:00:00 acima do limite)

Velocidade Média: 17,20 km/h
Velocidade Máxima: 43,30 km/h


Sem comentários:

Publicar um comentário