segunda-feira, 16 de abril de 2012

Rescaldo - Passeio de BTT de 15/04/2012 - Recorde de 2012 e a pipeta vermelha!!


Esta semana, com oito ciclistas, batemos o recorde de participações de 2012 e a surpresa do dia foi mesmo a presença do António! É verdade, o Fernando "Caracol" andou a convence-lo durante toda a semana e ele aceitou o desafio e juntou-se de novo à nossa "Brigada". O mesmo é dizer que da malta que gosta de participar nas nossas aventuras só faltou mesmo o André para o ramalhete ficar completo ;-). Voltámos também uma vez mais a contar com a presença do nosso amigo Zé e lá fomos todos para mais uma volta relativamente suave, mas com alguma emoção e muito boa disposição.

Desta vez entrámos na Serra por Cabanas, seguimos até ao "Fio-Dental" e continuámos a descer pelo estradão de alcube até ao antigo trilho das raízes, desde há uns anos convertido em corta-fogo. Como já se ouviam queixas de que estávamos a descer muito, era agora a altura de começar subir...



 Estávamos agora no Rego de Água e preparados para mais uma descida...



Ali o Afonso reparou que lhe faltava a já famosa pipeta vermelha da câmara-de-ar e iniciou-se aqui mais uma novela que iria durar até ao fim do passeio. Uma coisa é certa, e aqui tenho que dar razão ao Artur quando ele diz que a Qüer sem aquelas pipetas não ficava tão bonita, lolol

Dali seguimos pelo trilho até à Capela de São Luís, onde já se estavam a aglomerar algumas pessoas para a arraial que todos os anos ali se realiza.


Depois da pausa para o lanche seguimos até à Quinta da Pena e descemos pelo trilho até à "Tartaruga". Subimos por ali acima e aqui quem surpreendeu tudo e todos foi o nosso "Caracol" que se manteve sempre atrás de mim e no final da subida, com uma arrancada à "Armstrong", mostrou que se continuar a treinar, em breve vai perder a casca e voltar aos seus melhores dias.

 

 Seguimos depois pelos trilhos das antigas pedreiras da Serra de São Luís e antes da ultima descida tirámos a habitual foto de grupo


A seguir descemos por mais um dos single-tracks das pedreiras e depois subimos até à estrada das machadas.

Continuámos a subir até à estrada das antenas, passámos ao lado da entrada para o trilho do "Calvário" e descemos pelo trilho do Casal da Mata:


Já não passávamos por ali à imenso tempo, e pudemos comprovar que ainda se consegue passar sem grandes dificuldades para a outra margem da Ribeira de Corva, que como seria de calcular, está com um caudal muito baixo.


Afonso "Rocky" Sousa!!!!

 Dali seguimos em direcção ao campo de tiro com arco e flecha e aproveitámos a paisagem verdejante para tirar mais uma foto de grupo para a posteridade:



Dali subimos até ao Vale dos Barris, e foi precisamente nesta subida que até nem é muito difícil que as pernas do Fernando começaram dar o sinal de alerta e que o obrigaram novamente a defender-se até ao fim do percurso.


Dali subimos pelo novo asfalto dos Barris até Palmela, onde nos despedimos do Rodrigo e do Zé e continuámos até ao Pinhal Novo.

O Fernando continuou sempre num ritmo calmo e só após mais algumas provocações o conseguimos convencer a ultrapassar um senhor que passeava pela Avenida das Palmeiras...

Ri-te ri-te, que se a subida da ponte fosse um pouco mais comprida tinhas sido ultrapassado, eheheh

Resta mostrar o vídeo da volta, que em principio vai ter direito a um "remake" quando o Zé me enviar as gravações que ele fez. Enquanto estas não chegam deixo-vos com a versão "comercial" aqui do filme (a versão "director´s cut" fica para mais tarde, lolol)



Até à próxima!

Rijos de serviço: Afonso, Artur, António, Carlos, Fernando, Lino e Rodrigo
Convidado Especial: Zé

Distância percorrida: 44,80 km em 02:45:02
Altura máxima: 211 m
Altura mínima: 20 m
Acumulado de subidas: 631 m (GPSies)

Media de Pulsações: 150 p/min
Pulsação Máxima: 196 p/min (0:08:55 acima do limite)

Velocidade Média: 17,10 km/h
Velocidade Máxima: 57,70 km/h

Sem comentários:

Publicar um comentário