quarta-feira, 25 de julho de 2012

Rescaldo - Passeio de BTT de 22/07/2012 - "Homem da Marreta" ataca na California ;)

O programa desta semana continha um percurso acessível para o caso do Vaquinhas vir connosco e um Plano B, que dificultaria um pouco o percurso se ele não viesse, o que para mal do Rodrigo acabou mesmo por acontecer...

Por isso a primeira metade do percurso não requeria grandes dificuldades físicas, e ainda antes das 09h00 já estávamos no Parque de Merendas da Comenda.

E agora perguntam-me vocês:

 "- E havia mesas livres?
 - Mas estão parvos ou quê?
 Claro que não, que pergunta tão idiota! lolol"

Como ainda era muito cedo, adiámos o lanche para mais tarde e seguimos até às ruínas do Casal de São Barnabé, passámos ao lado do tal trilho que o Artur foi mostrar à malta no outro dia (o "sobe aquilo tudo e volta para trás porque não tem saída") e seguimos sempre pelo Vale da Rasca até à estrada de alcatrão.

Rolámos cerca de 600 mts em asfalto e depois fomos experimentar uma pequena subida à direita que nos permitiria chegar ao estradão perto do "Trilho Maravilha" sem ter de subir até ao Alto da Comenda e descer pelo "Trilho das Cruzes".

Já lá em cima seguimos pelo "Trilho da Rasca" que nós os três ainda nunca tínhamos feito neste sentido, porque quando estamos naquela zona é sempre ofuscado pelo "Maravilha". 
O trilho faz-se muito bem, e tirando ali um mini-drop, que eu fiz a pé por recear que os pedais não passassem por entre a vala, ficámos todos com a sensação que podemos voltar mais vezes.

Atravessámos a estrada e subimos até ao topo da Louriceira (Morena invertida) e descemos pela calçada até à Ribeira.

Era agora a altura de rolar mais uns metros em alcatrão para depois atacar o "Fim-do-Mundo" a subir:

 

Já lá em cima fomos "brincar" para a zona de recreio da "California" e fizemos uma série de trilhos, alguns bem conhecidos outros que eu já não fazia à tanto tempo, que já nem me lembrava por onde teria de ir. Felizmente o Zé domina bem aquela zona e foi-nos guiando nessas zonas de maior dúvida. Para se situarem melhor, é a zona onde todos os anos fazem a prova de Resistência da Arrábida. Não sei o Artur ainda se lembra, mas em 2007 andámos por ali perdidos a explorar alguns destes trilhos.

 E foi aqui que o "Homem da Marreta" atacou o Rodrigo de uma tal forma que nunca o tínhamos visto com tantas dores e câimbras em ambas as pernas! E de quem foi a culpa perguntam vocês? Para mim o principal responsável foi o Vaquinhas, porque se ele não tivesse ficado a dormir até às 14h30, tínhamos feito um percurso ainda mais fácil, lolol. Os móveis que o Rodrigo andou a desarrumar também não devem ter ajudado, mas para mim o culpado é o Fernando, lolol

Devido à condição física do Rodrigo, lembrei-me que podíamos atalhar e descer até ao Museu do Queijo, mas quando chegámos ao trilho encontrámos um cadeado a atravessar o caminho. Apesar disso resolvemos continuar, mas após uns metros verificamos que o trilho estava parcialmente lavrado em algumas zonas do caminho e apesar de dar para continuar achámos que deveríamos respeitar o desejo do proprietário e voltar para trás.

A partir daqui diminuímos um pouco o ritmo, e paramos mais uma vez para ele restaurar algumas energias. 


 O que até acabou por ser positivo porque ainda deu para tirar umas fotos ao "Cuco" num ângulo diferente do habitual:


Depois descemos até às traseiras da garagem dos autocarros e seguimos até à Capela das Necessidades.


A partir daqui foi sempre a rolar pelo alcatrão, e para não abusar da boa vontade das câimbras do Rodrigo, metemos o limite de velocidade nos 25 km/hora e chegámos todos sãos e salvos à Quinta do Anjo.

Deixo-vos com o vídeo desta semana!


Até para a semana ;-)


Rijos de serviço: Carlos, Rodrigo e Zé

Distância percorrida: 57,00 km em 03:23:12
Altura máxima: 211 m
Altura mínima: 12 m
Acumulado de subidas: 743 m (GPSies)
Media de Pulsações: 147 p/min
Pulsação Máxima: 188 p/min (0:00:39 acima do limite)
Velocidade Média: 17,20 km/h
Velocidade Máxima: 50,90 km/h

Sem comentários:

Publicar um comentário