terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Rescaldo - Passeio de BTT de 03/12/2011 - O Regresso à Serra!

Esta semana voltámos à Serra e aos maravilhosos trilhos do Parque Natural da Arrábida. Como a chuva tem dado umas tréguas e os terrenos secaram um pouco, iniciamos o nosso passeio pela Serra do Louro, e seguimos pelo Trilho dos Moinhos e do Pomar com destino à Serra de São Francisco e ao "Cai-de-Costas".

O Artur fez-se à subida e provou que o excesso de gravilha já não impede a progressão 100% montado, o que não deixa de ser uma boa noticia! Eu teimoso como sou também consegui, mas foi preciso tentar cinco vezes até acertar com o caminho com menos gravilha e que permite a passagem sem grandes dificuldades (O Afonso só tentou quatro vezes e foi essa a sua falha, mais uma e tinha conseguido, lolol, fica para a próxima!).



Depois do "Sobe-e-Desce" descemos do Alto das Necessidades até às Oliveiras e continuámos a descer até ao Vale de Alcube.


Como já estavam a ser descidas a mais, subimos pelo que resta do antigo Trilho das Raízes e depois pelo corta-fogo até à Serra de São Luís



Já no estradão da Quinta do Rego de Água resolvemos verificar de onde vinha uma chiadeira na bike do Afonso e enquanto os especialistas na matéria arranjavam uma solução para o problema aqui o reporter ia tirando mais umas fotos à paisagem:


Depois de solucionado o problema na bike do Afonso, e contrariando um pouco o sentido da volta, seguimos pelo trilho mais radical da Serra de São Luís, que actualmente é dos meus favoritos, e que o Lino ainda não conhecia. Como seria de calcular, arranjei mais um fã do trilho e apesar de ser a primeira vez ele também conseguiu ultrapassar montado todos os obstáculos até lá abaixo.



 Estávamos de novo no estradão do Rego de D´Água e o próximo destino seria o Casal da Murtinheira e o Trilho dos Sobreiros:


Uma vez mais voltei a carregar mal no botão da câmara e a fantástica descida por entre os sobreiros voltou a não ficar no vídeo...

Era agora a altura de rolar um pouco pelo esburacado alcatrão do Vale dos Barris para irmos fazer a "Toca da Lagartixa" pela primeira vez neste sentido. Foi a estreia do Artur e do Lino neste caminho e todos adorámos! Só foi pena algumas zonas estarem muito enlameadas, mas nesta altura do ano ali não há mesmo hipótese.


Depois das peripécias da foto de grupo chegámos à estrada de Lagartixa e seguimos até ao caminho romano do Castelo de Palmela


Subimos apenas uns metros e voltámos a seguir pelo tal caminho que até à bem pouco tempo ainda desconhecíamos e que acaba bem perto do MacDonald´s de Aires.

Depois e para evitar o transito, seguimos sempre ao lado da linha do comboio até ao Pinhal Novo e numa altura em que parámos um pouco para o Lino recarregar as "baterias" ouvimos um ruído anormal e descobrimos que o pneu da roda traseira da minha bicicleta tinha um prego lá alojado e que o ar estava a "fugir"... Felizmente o prego não era muito grosso e o liquido da câmara de ar conseguiu vedar o furo e só tive de voltar a encher a roda e seguir caminho!

Mais um motivo para eu preferir andar na Serra... Lá nunca cravei pregos em nenhum pneu!
Com todas estas aventuras desta vez não chegámos cedo a casa, mas apesar disso ainda cheguei a tempo de reservar a minha dose do delicioso pudim de leite condensado que a Catarina fez...

Já não escapas!!! Eheheheheh



Vá não fiquem assim... quem quiser a receita é só tem de ir ao "Fatias", ou clicar aqui e meter "mãos à obra", lolol

Para terminar deixo-vos o vídeo desta semana, os dados estatísticos e o track do passeio:


Até para a semana!!


Rijos de serviço: Afonso, Artur, Carlos, e Lino
Distância percorrida: 53,10 km em 03:28:09

Altura máxima: 261 m
Altura mínima: 17 m
Acumulado de subidas: 664 m (GPSies)

Media de Pulsações: 138 p/min
Pulsação Máxima: 188 p/min (00:01:59 acima do limite)

Velocidade Média: 15,30 km/h
Velocidade Máxima: 49,80 km/h


Sem comentários:

Publicar um comentário