terça-feira, 18 de setembro de 2012

Rescaldo - Passeio de BTT de 16/09/2012 - "Chico/Maravilha"


Esta semana pensei que seria engraçado fazermos um percurso em que passássemos pelos Trilhos "Maravilha" e "Chico-das-Saias" e se assim pensei melhor o fiz e lá fomos nós em direcção à Serra.

Começamos pela Serra do Louro e pelos seus Moinhos e seguimos rapidamente até ao Cai-de-Costas/Sobe-e-Desce até Capela das Necessidades.

Subimos depois um pouco até ao Moinho do Cuco, descendo logo em seguida pelo "Fim-do-Mundo" até à estrada dos Picheleiros.

Seguimos então até ao Parque de Campismo dos Picheleiros e parámos lá no café para uma pequena pausa. Desta vez tivemos um companheiro extra que comprovou que o pão com chouriço que eu levava era de facto de primeira qualidade e que a esparguete integral do Fernando não prestava para nada ;)

O gatito bem cheirou a esparguete, mas o pão com chouriço é que lhe soube bem! O problema é que ele devia ser alérgico a qualquer coisa e sempre que acabava de comer começava a espirrar! Mas isso não o estorvou muito porque ele não parava de comer e de espirrar, lolol
Do parque de campismo seguimos para o sempre espectacular trilho do velho "Chico-das-Saias" que infelizmente no vídeo ficou com uma qualidade péssima por causa da humidade causada pelo nevoeiro que tínhamos apanhado pelo caminho.



A seguir seguimos para o Vale da Rasca e conseguimos deslumbrar que ali bem perto daquela zona tinha ocorrido um incêndio que tinha sido extinto à muito pouco tempo:



No Vale da Rasca subimos até ao inicio do "Trilho Maravilha", que podia ter corrido melhor, visto que mais ou menos a meio do trilho o Rodrigo foi selvaticamente agredido por um pedaço de vegetação que o derrubou sem dó nem piedade! Parecia o Luisão e o arbitro alemão, mas sem a parte do desmaio fictício do arbitro, lolol



Dali seguimos até à comenda e no caminho fomos ovacionados por um largo numero de "fãs" que queriam mesmo tocar nos seus ídolos, lolol

(a qualidade do vídeo continua horrível, mas dá para perceber que não foi fácil fugir daquelas nossas "fãs", lolol)

video

Depois do trilho das Palmeiras, seguimos directamente para N10, subimos um pouco da "Tartaruga" e seguimos pelas Oliveiras até São Paulo.

Aqui foi a vez de eu ter um pequeno percalço, porque bati numa sacana duma pedra de tal forma que a câmara-de-ar vazou quase totalmente em 2 ou 3 segundos.

Depois do problema resolvido seguimos até à Baixa de Palmela para terminar o percurso em beleza subido pela Estrada da Cobra até Palmela.

E pouco mais há a acrescentar! Para a semana aqui o vosso "rescaldador" de serviço não vai cá estar, por isso para a semana já sabem que não podem contar comigo.

Até à próxima.

Rijos de serviço: Carlos, Fernando e Rodrigo

Distância percorrida: 59,90 km em 03:38:30
Altura máxima: 235 m
Altura mínima: 13 m
Acumulado de subidas: 866 m (GPSies)
Media de Pulsações: 147 p/min.
Pulsação Máxima: 191 p/min.
Velocidade Média: 16,80 km/h 
Velocidade Máxima: 52,90 km/h
 

3 comentários:

  1. "eu é que vou em último e ninguém me empurra???" ahahahahhaha, estavas à procura de festa...

    ResponderEliminar
  2. É pá eu nunca fui grande pescador, mas achei que devia lançar o isco, lolol

    ResponderEliminar
  3. E ainda tiveste a honra de te cruzares com dois valentes e famosos CicloBeatos, Hipólito e Mário!!!
    Abraço

    ResponderEliminar