quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Rescaldo – Passeio BTT de 29/08/2010 - A Rota Ribeirinha e a Mata da Machada

Voltámos aos treinos!!

Um mês depois da ultima volta o Lino e eu voltamos a pegar nas nossas bikes e fomos fazer mais uma volta inédita! A ideia inicial era fazer uma volta pequena e com um nível de dificuldade relativamente baixo. Saíamos da minha casa, seguíamos directamente até à Mata da Machada, explorávamos alguns trilhos e voltávamos cedo a casa para evitar o calor, mas o Lino esqueceu-se do capacete em casa e por isso fomos obrigados a reestruturar o trajecto seguindo primeiro até Sarilhos Grandes para ir buscar o capacete e antes de irmos para a Mata da Machada fomos primeiro até à zona ribeirinha do concelho da Moita. Resultado: Duplicamos o numero de quilómetros inicialmente projectados (parecia uma derrapagem de uma obra publica, eheheheh)

O primeiro ponto de paragem foi em Sarilhos Pequenos, numa pequena praia junto ao Campo de Futebol do Sarilhense (Campo do Brechão). Depois avançámos mais um pouco e seguimos até à Praia Fluvial do Rosário.

Saímos do Rosário pela Ciclo-Via e seguimos até à Moita, passámos pela Fonte da Prata e pelo Cais de Alhos Vedros e seguimos até ao Parque José Afonso na Baixa da Banheira. Passámos ao lado das piscinas e seguimos em direcção ao Lavradio para mais uma visita ao Rio Tejo.

(ao fundo consegue-se ver Lisboa e a Ponte Vasco da Gama)

Saímos da praia e quando demos por nós estávamos nas instalações da Fisipe, o que vale é que eles tinham o um portão de emergência aberto e pudemos sair dali sem ter de voltar para trás.

O próximo destino era a Mata da Machada, chegámos lá depois de termos passado pelo Lavradio, Baixa da Banheira, Quinta dos Fidalguinhos, Santo André, e Santo António da Charneca.


A Mata da Machada é um sitio bastante agradável que para alem de vários trilhos assinalados para caminhadas, corrida ou btt, tem também um enorme parque de merendas, um circuito de manutenção, um campo arqueológico, um lago com patos entre muitas outras coisas. Felizmente encontrámos muita gente a treinar (principalmente corrida) o que é sempre de salutar!


Nós andámos por lá às voltas e esmiuçámos muitos trilhos, uns muito bons (a repetir mais vezes), outros nem tanto porque tinham muita areia e nos desgastaram um pouco, mas no cômputo geral gostei bastante de ter ido conhecer aquela zona e iremos (eu de certeza de que vou) regressar mais vezes, principalmente quando houver muita lama na Arrábida. 




O regresso a casa foi feito pela Penalva, Barra Cheia e Penteado e a brincar a brincar fizemos 61,40 km! O que vale é que o percurso foi super fácil e praticamente sem subidas o que facilitou e muito este regresso depois das férias.

Até para a semana! (acho eu)


Rijos de serviço: Carlos e Lino

Distância percorrida: 61,40 km em 03:43:33

Altura máxima: 67 m
Altura mínima:  1 m
Acumulado de subidas: 449 m (TrackMaster)
Índice de dificuldade: 395 m (TrackMaster)

Media de Pulsações: 0 p/min.(a pilha morreu!)
Pulsação Máxima: 0 p/min.

Velocidade Média: 16,80 km/hora
Velocidade Máxima: 39,20 km/hora




Sem comentários:

Publicar um comentário