sexta-feira, 23 de julho de 2010

Rescaldo – Passeio BTT de 18/07/2010 - A promessa (quebrada) do Vaquinhas


O percurso deste domingo não foi muito exigente porque eu na véspera já tinha gasto todas as energias da semana e porque os recém vacinados contra a preguicite aguda, Jorge e Fernando, também não se estavam a sentir em forma, sendo que o Vaquinhas até prometeu que se iria resguardar e nunca iria à frente do grupo. Ainda por cima eu no Sábado fiquei sem o prato pedaleiro do meio (32 dentes) e fiquei muito limitado ao nível da transmissão, ou ia na "talega" ou na "avozinha" (nunca o prato menor tinha sido usado tanto tempo!)

Iniciámos a volta pelo trilho do Moinhos da Serra do Louro, 


Seguimos pelo pomar até ao "Cai-de-Costas" e continuámos pelo "Sobe-e-desce"
Depois da capela descemos pela veloz Rua do Alto das Necessidades (velocímetro marcou 63,80 km/h), que agora tem um par de lombas +/- a meio do caminho (é preciso ter cuidado) e chegámos à N10.

Atravessámos a estrada nacional, seguimos em direcção à Capela de São Pedro de Alcube e seguimos pelo trilho até à Comenda,


Depois da pausa na Comenda, subimos o estradão da Capela de São Luís, mas antes lá chegarmos virámos à esquerda para o trilho em direcção à Quinta do Rego D´Água.

Subimos o estradão, a seguir ao tanque virámos à esquerda e fomos "estrear" os novos corta-fogos que o carros do exercito andaram a fazer à umas semanas atrás.
No entroncamento escolhemos o caminho mais curto e seguimos por outro dos novos corta-fogos até ao Vale de Alcube


Em Alcube, subimos o estradão até ao Vale dos Barris.


Depois das Oliveiras optou-se por virar à direita e fazer a subida do Vale dos Barris até Palmela.
Na parte final optei por aumentar um pouco um ritmo, para ver se não me atrasava muito do grupo quando a subida começasse a ficar mais inclinada e eu fosse obrigado a usar a "avozinha". O Vaquinhas que até aqui se tinha controlado e não tinha acelerado muito, quando eu mudei para o prato pequeno, juntamente com o Luís, ultrapassaram-me sem grandes dificuldades e seguiram os dois na luta pela vitória da "etapa". O "vencedor" foi o Vaquinhas que assim quebrou a promessa de nunca ir na frente do pelotão! Eu apesar de tudo, mesmo a sendo obrigado a pedalar muitíssimo e quase sem sair do mesmo sitio (não havia forças para a "talega") ainda consegui chegar em 3º! Nada mau!!


Para a semana há mais!


Rijos de serviço: Artur, Carlos, Fernando, Jorge, Lino e Luís

Distância percorrida: 52,50 km em 03:13:27

Altura máxima: 238 m
Altura mínima: 12 m
Acumulado de subidas: 1578 m (TrackMaster)
Índice de dificuldade: 834 m (TrackMaster)

Media de Pulsações: 121 p/min.
Pulsação Máxima: 191 p/min. (00:00:09 acima do valor máximo)

Velocidade Média: 16,60 km/hora
Velocidade Máxima: 63,80 km/hora




Sem comentários:

Publicar um comentário