segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Rescaldo – Passeio BTT de 08/02/2009 – O Regresso dos "Rijos" de Sarilhos
















Este passeio ficou marcado pelo regresso dos dois bttistas mais "Rijos" de Sarilhos! O mesmo é dizer que o Lino e o Licínio se juntaram novamente à nossa brigada! Assim conseguimos este ano pela primeira vez reunir um numero aceitável de elementos (Só faltaram o Fernando e o Ricardo).

Devido às chuvadas dos dias anteriores, optámos por um percurso que evitou os trilhos mais enlameados (Serra do Louro/S.Francisco e Comenda). Assim descemos o alcatrão dos Barris e no virámos à esquerda no clube de BTT Vale de Barrios para atacar com força a subida da Escudeira. Esta foi a segunda vez que a subimos, e devo confessar que se há uns meses quando a fizemos pela primeira vez não me custou rigorosamente nada a subir, desta vez não foi bem assim e a "maquina" acusou algum cansaço. Tenho também que referir que fiquei agradavelmente surpreendido quando parei para tirar umas fotos e vi que quem vinha atrás de mim era o Licínio e um pouco mais atrás o Lino! (Para quem não vinha para a Serra há tantas semanas tiveram um comportamento cinco estrelas)

Depois, passámos o Moinho da Páscoa e a seguir virámos à esquerda e descemos no estradão. Mais à frente voltámos a virar à esquerda e entrámos no trilho das Oliveiras. O caminho tinha um pouquinho de lama, mas nada de especial e ninguém reclamou por causa disso. Curioso foi o facto de eu ter tido um furo ali! Lá tivemos a trocar a câmara-de-ar, e desta vez já colocámos uma anti-furo! (resta saber de resulta!) [senão ainda tenho que comprar o liquido Notubes de que falei aqui no outro dia].
A seguir ao trilho começámos a subir pelos antigos acessos às pedreiras da Serra de São Luís e qual não foi o nosso espanto quando nos deparámos com os despojos de uma máquina de tabaco e também de uma daquelas para tirar bolas... (e no parque de merendas da capela de São Luís também havia uma pequena chapa que não pertencia ali). [resta saber qual foi o café que ficou sem as maquinas e quem foi o tipo que ficou sem o Jeep, sim porque eles não levaram aquilo para ali com um citroen 2 cavalos, só se fosse o carro do "Duarte & Companhia" ehehehe].

Lanchámos no parque de merendas da Capela de São Luís da Serra e a seguir descemos até à N10 (o pessoal sugeriu evitar o trilho dos pastores) para depois subirmos pela entrada da Quinta do Rego de Agua. A seguir ao tanque virámos à esquerda e depois descemos pelo trilho das raízes.

A seguir rolámos pelo estradão de Alcube até ao vale dos barris e continuámos sempre por ali até Palmela (Aqui o ideal teria sido subir o estradão que antecede o "C.d.C" ou então continuar pelos Barris, descer a lagartixa e depois subir a cobra. Fica para uma próxima!)

Resumindo: Percurso curto, mas exigente nas subidas (Escudeira, Pedreiras, Rego-de-Agua, Barris) que proporcionou um bom treino a todos os participantes. Na minha opinião o único senão foi o inicio tardio da volta (Já passava das 9h quando saímos da Charrua...). Agora que as temperaturas não estão tão baixas não seria boa ideia começar mais cedo? Fica a sugestão!!



Bttistas de Serviço: António, Artur, Carlos, Licínio, Lino, Jorge e Zé

Dados de grupo:

Distancia percorrida: 42,61 km em 2:28:16

Temperatura Mínima: 11 ºC
Temperatura Máxima: 15 ºC

Dados individuais:

Media de Pulsações: 144 p/min.
Pulsação Máxima: 194 p/min.

Velocidade Média: 17,2 km/hora
Velocidade Máxima: 55,40 km/hora





Sem comentários:

Publicar um comentário