quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Rescaldo – Passeio BTT de 16/11/2008 – O Passeio das 11h30

Desta vez só três "Rijos" é que se levantaram da cama para ir dar as pedaladas domingueiras! (e acho que na próxima semana ainda vão ser menos!!). Quando o Rabanadas e o Artur chegaram à "Charua" o Jorge disse-me logo que ia dar apenas uma volta curta, porque tinha de estar em casa às 11h30. Alinhavámos o percurso e lá fomos nós em direcção à Serra.

Fizemos os Moinhos da Sapec na Serra do Louro, depois fizemos o "Cai-de-Costas" (O Jorge não conseguiu subir à primeira, mas foi um autentico "Rijo" e voltou para trás e à segunda já foi até lá a cima sem pôr o pé no chão). Chegámos à Capela e descemos a Rua do Alto das Necessidades até à Adega da Quinta de Alcube, depois subimos à esquerda e seguimos sempre pelo estradão até ao trilho das raízes, subimos o corta fogo (comemos uns medronhos que mais pareciam maças de tão grandes que eram) e antes de chegarmos ao estradão do tanque, subimos por um trilho à esquerda que passa ao lado de um pinhal e do terreno que costuma ter semeado cevada (ou trigo??), depois atalhámos pelo meio desse terreno (e este foi o trilho novo do dia) e fomos ter ao estradão de gravilha que vai ter à estrada de alcatrão perto do Moinho da Pascoa. Nesta altura começámos a ver os primeiros BTTistas que faziam a prova da "Tasca do Chico" do Pinhal Novo (O Vítor Gamito acabou em 7º e o Celso Fernandes em 2º Lugar), nós depois descemos até ao Vale dos Barris e continuámos a ver muitos ciclistas, uns para um lado, outros para outro lado aquilo quase que parecia a 2ª circular em hora de ponta, mas substituindo os carros pelas bicicletas! (estou a exagerar um bocadinho, mas acreditem que estava lá muita gente). Parámos um pouco para decidir se íamos para Palmela (Lagartixa e Cobra) ou se íamos para a Quinta do Anjo (estradão antes do "C.d.C."), escolhemos a segunda hipótese na condição de tentarmos subir outra vez o "C.d.C." mas desta vez sem parar vindos do Vale dos Barris. E assim foi, subimos o estradão e lá em cima estavam uma serie de Bttistas parados que estavam a descansar do tal passeio da "Tasca do Chico" e a ver o pessoal que vinha a descer o "C.d.C.", eu pensei logo que aqueles tipos que vinham a descer que nos iam estragar os planos de fazer a subidinha completa e "sem espinhas", mas de qualquer modo resolvi arriscar porque podia ser que tivéssemos sorte... eu desequilibrei-me já depois de passar o primeiro ponto critico mas antes de ver alguém a descer, principalmente pelo facto de estar com um olho no trilho e outro horizonte (e assim é muito mais difícil) por estar com receio de levar uma bicicleta em cima... desmontei, coloquei-me numa posição mais favorável para ver quem vinha de cima e fiquei a torcer pelo "Rabanadas" que vinha um pouco atrás de mim (e que ainda ouviu os tais tipos que estavam parados a dizer quando me viram: "olha este gajo vai subir isto tudo de seguida..." e a seguir quando ele passou: "Olha outro!!!" e acredito que devem ter dito o mesmo quando viram o Artur, eheheheh). O Jorge levava uma pedalada certinha e parecia embalado para fazer tudo até lá cima quando eu vi um tipo a descer em alta velocidade, avisei o Jorge e quando ele levantou a cabeça, só viu pó e pedrinhas a saltar!! Optou e bem por parar mas ficou bastante aborrecido por ter sido obrigado a desistir por aquela razão! Ao Artur aconteceu-lhe exactamente a mesma coisa, e também teve que parar.
Voltámos para trás e se nós íamos devagarinho, houve um tipo que ia à nossa frente que quase que caiu por três vezes!! (ou teve uma sorte do caraças, ou sabia o que estava a fazer, eehheheh)

A seguir fomos pelos trilhos que nos levaram até à Quinta do Anjo e desta vez ninguém teve nenhum furo ali!! (positivo, muito positivo!!)

Depois faltava fazer o resto do alcatrão e seguirmos até casa!

Ahhhh e o Jorge chegou a tempo e ainda estava com vontade de ir lavar a bike!!


Resumindo: Passeio improvisado que apesar de cronometrado até correu bastante bem, e a certeza que sem "estraga prazeres" pelo menos o Jorge e o Artur (e acredito que o Fernando também consegue) também vão conseguir subir deste o vale dos barris até ao topo do "Cai-de-Costas" sem pôr o pé no chão! (está para breve, está para breve!!!)

Continuação de boas pedaladas!!





"Rijos" de Serviço: Artur, Carlos e Jorge

Dados de grupo:

Distancia percorrida: 45,71 km em 2:58:51

Temperatura Mínima: 3 ºC


Dados individuais:

Media de Pulsações : 133 p/min.

Pulsação Máxima: 192 p/min.

Velocidade Média: 15,30 km/hora
Velocidade Máxima: 57,8 km/hora (Rua do Alto das Necessidades)

Sem comentários:

Publicar um comentário