terça-feira, 13 de maio de 2008

Rescaldo – Passeio BTT de 11/05/2008 – A Serra da Comenda


O dia estava um pouco farrusco e até caíram uns pingos de chuva, mas a brigada não se assusta com essas coisas e lá fomos nós dar mais umas pedaladas pela nossa Serra da Arrábida. Contámos novamente com a presença do Lance Armstrong da Carregueira, que está a recuperar a forma em grande estilo (até já sobe e come ao mesmo tempo, lolol), e também do Zé "Mantorras" Francisco que se baldou três semanas mas que mesmo assim se aguentou muito bem.
Quem esteve cheio de força foi o Jorge, resta saber se foi por causa do aerodinamismo do novo equipamento e pela melhor adaptação aos sapatos 47 biqueira larga, ou se foi das nêsperas da Comenda!
Ahhh!! Já me estava a esquecer de dizer que o novo equipamento ainda não foi estreado convenientemente porque o pombo amigo do Jorge não pode ir à Arrábida devido a uma inauguração de capacetes na Serra da Estrela, ehehehe.

Relativamente ao percurso:

Iniciámos como habitualmente nos Moinhos da Serra do Louro, depois descemos o "Fio-dental", continuámos a descer pela "Frigorifica" e pela Rua do Alto das Necessidades, atravessámos a N10 e fizemos os trilhos da Comenda. As novidades só chegaram depois da pausa do lanche.
Como o pessoal estava todo bem fisicamente e não haviam estreantes, optei por levar a brigada até ao alto da Serra da Comenda onde nos esperavam muitas subidas daquelas muito "boas" de se fazerem e também uns trilhos muito bonitos daqueles bastante trialeiros, com tanta vegetação que nalguns sítios tivemos de nos deitar completamente sobre o guiador para não levarmos com os ramos na tola. Os trilhos são tão porreiros que o pessoal que já me queria bater devido às subidas, depois de os fazerem já estavam todos satisfeitos de terem ido por ali.
A seguir fizemos mais uma pausa, a já famosa pausa das nêsperas!
Aí aconteceu o momento National Geographic do dia porque encontrámos em cima de uma arvore uma nova espécie animal: O Zéfrancisqueiro, que segundo apurámos é um bichito que se alimenta essencialmente de nêsperas, principalmente das mais amarelinhas.

Quem não gostou muito desta pausa foram as pernas do Fernando que depois do arranque começaram a dar sinal que apesar de estarem muito melhor ainda não a 100%.

Saímos dos trilhos da Comenda, continuámos pela Estrada dos Picheleiros até a N10 e fizemos o caminho de volta pelo mesmo sitio da primeira metade do percurso, mas como é lógico no sentido inverso. Eu não sou grande fã de repetir os mesmos trajectos numa só volta, mas no Domingo as pernas de alguns elementos da brigada já não davam para muitas mais aventuras.

Chegámos ao Vale dos Barris, e depois seguimos pelo alcatrão até Palmela.

Resumindo: Mais um belo passeio, com muito boa disposição, novos trilhos e muitas nêsperas!

Reumáticos de serviço: António, Artur, Carlos, Fernando, Jorge e Zé Francisco

Distância percorrida: 54,15 km





Sem comentários:

Publicar um comentário