quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Rescaldo - Passeio de BTT de 19/12/2010 - Ultimo passeio de 2010!

Este domingo fizemos o passeio de despedida do ano de 2010, e apesar da chuva que caiu no Sábado o nosso destino não poderia ser outro senão o Parque Natural da Arrábida. O único problema que sabíamos que iríamos encontrar era a nossa "amiga" lama, mas apesar disso tentámos manter ao máximo o percurso que tínhamos planeado fazer. O track original só não foi feito a 100% porque tivemos de parar 3 ou 4 vezes para tirar a lama das bikes (as rodas já nem rolavam) o que nos empatou um bom bocado.

Começámos pela Serra do Louro e seguimos pelo trilho dos Moinhos

 
 

Seguimos pelo pomar até ao "Fio-Dental" e como na altura havia um grupo que estava a tentar fazer um vídeo, nós para não atrapalharmos as filmagens optámos tal como na semana passada, por descer o estradão da encosta e só o "Indiana Murilhas" seguiu por ali (afinal de contas, ele já está mais do que habituado a grandes películas, eheheh).

Depois descemos dos Barris para o Vale de Alcube

 

Subimos pelo corta fogo, até à Quinta do Rego de Agua

 

Ninguém viu o André a fazer a PéTT lá o fundo pois não? OK, é que não era mesmo para ver, ehehehe
Depois seguimos para a Serra de São Luís, onde fomos mostrar ao André o tal single-track fantástico que foi recentemente reaberto e que ele ainda não conhecia e que adorou:

 
 
 
 
Esta serie de fotografias não foi nada fácil de tirar porque a focagem das fotos fugia sempre a paisagem!
Yap, sou mesmo eu!! Desta vez eu também apareço montado aqui no rescaldo!! (créditos ao André)
Regressámos ao estradão da Quinta do Rego de Água, rolámos uns metros e cortámos imediatamente à esquerda para o Single-Track que antecede a Capela de São Luís

 
 

Fizemos uma pequena pausa junto aos pedregulhos (ainda tentámos cobrar portagens ao pessoal que ia passando, mas a malta tinha toda via verde e não conseguimos sacar nem um cêntimo, lolol)

Depois subimos até às pedreiras desactivadas da Serra de São Luís e como não podia deixar de ser, depois de uma bela subida há sempre boas descidas:



Continuámos a descer pelo single-track de pedra solta:

 
 
 

Depois de tanta descida, no trilho seguinte diminuímos os níveis de adrenalina fizemos um bocado de PéTT  devido à lama...




Como já não era muito cedo, neste ponto decidimos encurtar o percurso original e seguimos directamente para o Vale dos Barris, porque por aí tínhamos a certeza que teríamos simplesmente de rolar e não necessitaríamos de parar mais vez nenhuma para nos livrarmos da nossa querida amiga lama.

E foi assim, para o ano há mais!!! Boas Festas!!

Rijos de serviço: André, Artur, Carlos e Jorge

Distância percorrida: 45,40 (3:09:46)

Altura máxima: 261 m
Altura mínima: 18 m
Acumulado de subidas: 1311 m (TrackMaster) - 717 m (GPSies)
Índice de dificuldade: 713 m (TrackMaster)

Media de Pulsações: 129 p/min.
Pulsação Máxima: 170 p/min. (00:00:00 acima do limite)

Velocidade Média: 15,00 km/hora
Velocidade Máxima: 53,50 km/hora




Sem comentários:

Publicar um comentário