quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Rescaldo - Passeio de BTT de 11/11/2012 - A ultrapassagem!!



Esta semana não tive tempo nenhum para pensar em percursos e por isso fomos escolhendo os trilhos à medida que íamos avançando. O resultado acabou por ser muito positivo e a malta ficou toda satisfeita. 

Começamos pela Serra do Louro e pelos seus moinhos, descemos pelo "Fio-Dental" que estava cheio de poças e relativamente escorregadio (principalmente para os tipos que têm o pneu da frente careca e que têm um novo na garagem dentro dum saco - Tenho de corrigir isso, lolol) .

Depois subimos pelo trilho das raízes e pelo corta-fogo até à Quinta do Rego de Agua e aqui tive ainda a oportunidade de conhecer os cerca de 400 mts que desconhecia da mais recente maratona organizada pela malta da "Tasca du Xico" e que apesar de curta se revelou uma agradável surpresa. Ainda no mesmo trilho mas em terrenos já familiares ia-me espalhando ao comprido e por breves instantes senti que ia mesmo cair, mas felizmente consegui dominar a bicicleta e mesmo passando por cima de tudo o que me apareceu à frente consegui evitar a queda, não chocar com o Lino e sair desta situação com um sorriso no rosto. No vídeo não se nota muito bem o que acabei de descrever, mas vê-se claramente o Lino a ser ultrapassado ali naquela descida ;-)



Chegámos a N10 e vimos uma serie de malta de moto4 a ser barrada e a ser obrigada a voltar para trás no trilho da Quinta dos Cambalhões, que agora se encontra vedado e que dava acesso à Capela de São Pedro de Alcube.

Seguimos então até à Aldeia Grande com destino à Comenda:

Já viram estes gajos que não ligam nenhuma ao desgraçado do fotografo?  Deviam estar a ver se viam morangos, lolol

Seguimos até à várzea da comenda e reencontrámos os tipos das moto4 que tinham ido dar a volta pelos picheleiros para se deliciarem nas possas de lama:

video

 
O Afonso "Spielberg" Sousa rapidíssimo!!
Depois da pausa na Comenda seguimos para o "Marquês"


Já lá em cima optámos por descer pelo trilho da Quinta do Viso Grande:


Depois subimos um pouco da "Tartaruga" e seguimos pelas Oliveiras até São Paulo.

Estávamos agora na Baixa de Palmela e para sair em beleza do PNA nada melhor do que subir a estrada da Cobra até Palmela. O Lino aqui já estava um bocado "amassado" e por isso o Afonso e eu ficamos com ele a descansar um pouco e a ver a malta a passar. Enquanto o Lino repunha as energias o Zé e o Rodrigo iam subindo e provavelmente chegaram lá a cima antes de nós arrancarmos ;-)

Vejam bem a cara do Lino!!! Acorda pá!!!
E não tenho mais nada a dizer! Deixo-vos com o vídeo completo e com a informação de que para a próxima semana não vão contar comigo pois não vou estar por aqui.

Até à próxima!


 
Rijos de serviço: Afonso, Carlos, Lino, Rodrigo e Zé

Distância percorrida: 50,90 km em 03:16:34
Altura máxima: 213 m
Altura mínima: 13 m
Acumulado de subidas: 783 m (Ridewithgps)
Media de Pulsações: 138 p/min.
Pulsação Máxima: 210 p/min.(dei tudo na cobra para apanhar 4 lebres, e apanhei, lolol)
Velocidade Média: 16,00 km/h 
Velocidade Máxima: 52,50 km/h
 
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário